terça-feira, 28 de Outubro de 2003

Gritos e massas

Hoje, ali a três passos da FNAC, um murmurar histérico a fazer lembrar as imolações pascais das Filipinas. Um arregimentar de tecnologias visuais destinadas a captar o momento, como se Arafat e Sharon tivessem tomado juntos um chá de tília em ameno face a face. Um destilar de paixões secretas sem objecto e sem rosto.
Passavam uns minutos da uma e um quarto e era Bibi quem andava por ali.