quarta-feira, 8 de Outubro de 2003

Arnold

Quer no taxi, quer na livraria do Saldanha, a mesma nova aparecia comentada: O Arnold ganhou. O Arnold ganhou. O Arnold ganhou. A esta hora deve saber-se, mas, independentemente disso, prefiro continuar a crer que os carnavais da democracia sao infinitamente pequenos se comparados com as suas virtualidades.